Buscar
  • carvaz9

Faça atividades físicas com segurança, superando limites e obtendo benefícios para a sua saúde


A prática de exercícios físicos está relacionada com a diminuição de riscos como o de morte prematura, doenças cardíacas, diabetes, câncer de cólon e obesidade. Ajuda a controlar a pressão arterial em pacientes hipertensos, reduzir os sintomas de depressão e ansiedade, controlar o peso e desenvolver ossos, músculos e articulações saudáveis, além de promover o bem-estar psicológico.



Se você está sedentário, no começo vai incomodar. Você vai suar, ficar sem fôlego. Porém, com o passar do tempo ,você vai se sentir melhor, com mais disposição, mais satisfeito e confiante.


A atividade física libera substâncias no organismo que promovem a motivação e a sensação de bem-estar e que, quando estão em falta, causam a sensação de apatia, desânimo e cansaço prolongado típicos das pessoas sedentárias.


Perceber esse maior bem-estar e disposição e aproveitar para ter mais qualidade de vida é um estímulo e tanto para continuar se exercitando. Você vai dormir melhor, acordar mais bem disposto e ficar mais focado no trabalho.


Apesar disto, muitas pessoas chegam à terceira idade com osteoporose, músculos fracos, articulações dolorosas e com dificuldade para movimentos, em grande parte devido à falta de atividades físicas regulares. Dentre estas, muitas utilizam como desculpa a premissa “já estou velho para começar a praticar atividades físicas, meu corpo não vai reagir”, o que já está largamente refutado pelas evidências científicas.





Para ter sucesso, é preciso primeiro acreditar que podemos

Nikos Kazantzakis

Não importa o quão lentamente você vá, desde que você não pare

Confúcio


Por outro lado, recentemente, uma revisão científica sobre atividades físicas trouxe importantes alertas. Embora o coração da maioria dos atletas seja capaz de suportar bem os exercícios físicos, existem algumas exceções.


Para algumas pessoas aparentemente em forma, exercícios muito pesados podem ser problemáticos.





As informações obtidas mostram uma curva sinusal em relação aos benefícios cardíacos gerados pela atividade física, o que significa que quanto mais as pessoas se exercitam, menor é o risco de problemas cardíacos – mas só até determinado ponto, quando o excesso de exercícios passa a ser prejudicial.


Para a maioria das pessoas, as mudanças que o exercício físico regular induz ao sistema cardiovascular são benéficas e também necessárias para um desempenho atlético de sucesso.


Entretanto, demonstrou-se que existem pontos fora da curva: pessoas aparentemente saudáveis para quem os exercícios extremos apresentam perigos inesperados.


Além do sistema cardiovascular, outro componente fundamental para a prática de exercícios e que pode ser prejudicado por exercícios além dos limites é o sistema musculoesquelético.

Os músculos, ossos e ligamentos participam de forma ativa constantemente durante os exercícios, e quando os exercícios são feitos acima da capacidade atual do individuo podem sofrer sérias lesões.



Faça exercícios para se estimular, não para se aniquilar. O mundo não foi feito somente em um dia, nem nós. Defina pequenos objetivos e evolua a partir deles

Lee Haney


Por isso, é indispensável que todas as pessoas façam avaliações regulares com os médicos cardiologista e ortopedista, que podem fazer um diagnostico fidedigno das suas condições físicas atuais.

Assim, após afastadas condições limitantes para a prática esportiva e recebidas as orientações para evitar lesões, recomenda-se procurar um profissional do esporte (professor de educação física, treinador e/ou personal trainer), para estabelecer um programa de treinamento que respeite as suas limitações individuais, como peso corporal, capacidade aeróbia e grau de desenvolvimento muscular.



Além disso, o profissional do esporte irá acompanhar seu treinamento, fazer avaliações periódicas e implementar novos exercícios conforme sua evolução individual.

Apesar de algumas pessoas o acharem desnecessário e dispendioso, o acompanhamento desse profissional tem muitas vantagens: além de monitorar a evolução no desempenho da atividade (o que contribui para aumentar a motivação), ajuda a prevenir lesões que, caso ocorram, além de sofrimento pessoal, demandam alto custo de tratamento.

Lembre-se : A prevenção é o meio mais simples e barato para evitar lesões!



4 visualizações

© Dr. Carlos Eduardo Sanches Vaz

2020